sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Bom final de semana!

Recebi este vídeo de um querido e antigo amigo, apesar de não beber eu adorei, dei muita risada com o sotaque gaúcho, que quando morava lá me era indiferente e hoje é tão forte aos meus ouvidos.
A bebida em questão é de uma marca que acredito só ter no Rio Grande do Sul, então quem não conhecer me desculpe mas espero que ache tão engraçado como eu achei.
Beijos e aproveitem seu final de semana, com cerveja ou sem, se beber não dirijam!
video

domingo, 24 de janeiro de 2010

Meu domingo




Hoje fomos fazer um passeio de escuna, gentemm que marvilha, o dia estava quente que parecia o inferno na terra, paramos em 2 ilhas, na primeira o mar estava deslumbrante, temperatura ideal, transparente, delícia, já a seguna não era tão bonita quanto a primeira, o mar um pouco mais escuro mas também muito bom.


Só que me cansou e meu marido também foi o som alto, era um barco pequeno, com 50 pessoas, mas o volume era ensuredecedor, tô até meio afônica pois tinhamos que falar alto, marido e eu, que somos velhos, colocamos papel nos ouvidos pra abafar e ficar mais confortável, o povo que gosta de música alta e vou contar uma coisa pra vocês, como diz a música o "baiano tem o diabo no quadril", como dançam, requebram, os homens mais que as mulheres eu acho, eu que sou do sul, onde o povo é tão flexível quanto uma porta fico besta de ver e ainda me surpreende vê-los dançar.


O dia foi ótimo, chegamos em casa podres de cansados, tomei banho, depois um cafezinho preto, tirei um soninho e fui caminhar com Mel, a bichinha ficou sozinha o dia todo.


Vou deitar que já liguei o ar condicionado pra curtir um fresquinho.


Beijos e boa semana!


terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Transferência, parte final

Segunda fui cedo pro Bradesco para pagar o licenciamento, como deve ser ai na cidade de vocês Bradesco é visão do inferno, mas domingo de tarde passeando com Mel encontrei uma conhecida que há muito tempo não via e conversa vai conversa vem, acabamos falando de minha epopéia e ela me disse que aqui perto de casa tinha um Bradesco bem tranquiolo, me fui pro dito, realmente vazio, na hora da abertura, paguei e voltei pro Detran, entrega comprovante e senta esperar, passados váááários minutos o menino me chama e entrega meu documento novinho e no meu nome, saio dali e vejo que consta como exercício 2009 e não 2010 no ano do licenciamento, fui no trabalho de marido pra ver se era isso mesmo ou tava errado, ele disse que devia aparecer 2010 o chefe dele explicou que talvez como ainda estivesse valendo o de 2009 eles devem mandar em casa o desse ano, quando cheguei em casa liguei pro portal da desinformação e realmente é isso, tive que fazer de várias formas a pergunta pra moça entender o que eu queria saber pra ela entender e me explicar que dentro de 10 dias devo receber em casa o documento desse ano, logicamente que ninguém explicou isso também, tem que sair a caça de informação, nossa que cansaço, burocracia burra cansa muito a gente. Agora só esperar a entrega, espero que enviem mesmo.

Esperar também o carnê do IPTU, esse é outro que nem quero ver, aqui teve um aumento de 10% a 20% nos valores, como em toda cidade aumentam mas não repassam, Salvador tem asfalto solúvel em água, mas como disse o engenheiro da prefeitura asfalto e água não combinam, mas deve ser só aqui na província, porque no resto do mundo essa mistura funciona super bem, cara de pau de um homem desses dizer uma asneira, nem parece que fez faculdade, bem eu quero crer que tenha feito.

Domingo a filha de uma prima minha morreu em um acidente de carro, 19 anos, o motorista não venceu a curva e capotaram várias vezes, será que algum dias as pessoas vão tomar consciência sobre esse risco desnecessário que correm? Fiquei muito triste por minha prima, crescemos juntas, brincamos muito, muito triste ela passar por uma tragédia assim; o mundo tá mesmo de cabeça pra baixo.

Beijo e fiquem bem, se cuidem.

domingo, 17 de janeiro de 2010

Incompetência, a saga continua


Então ontem fui fazer a vistoria do carro, tudo certo, passo pra sala pra emissão do novo documento, paga, volta, espera e a moça me chama e diz que não pode fazer o papel novo pois eu não paguei o licenciamento, ao que respondo que óbvio, pois a placa é final 2, logo mês que vem que vence, não senhora, quando se faz a transferência precisa se antecipar esse pagamento, alguém em algum momento dessa via crucis me disse isso? Não, óbvio, isso precisa ser adivinhado, pois nem o super atualizada e útil site do detran informa, como também não informa a necessidade da assinatura do comprador reconhecida, mas lembre que apenas para carros vendidos a partir de julho de 2009.
Agora alguém pode explicar qual a dificuldade de um ser dito pensante que tem como função na vida informar quais os procedimentos e documentos para essa burocracia de passar um simples carro pro nome de um pobre coitado e que não tem poder de adivinhação,onde tá a dificuldade ou é apenas incopetência pura e simples?
Será que ai nos estados de vocês é a mesma coisa ou isso é apenas um privilégio do "Sorria você está na Bahia"?

Outra coisa que não consigo entender, minha vizinha tem mania de fazer festa na casa dela e deixar a porta da casa aberta, EU me sinto extremamente desconfortável de sair ou chegar em casa, sem contar que dá pra ouvir a zueira deles e a falta de respeito dela comigo ou com o espaço do outros, mas existem mais coisas sobre a terra do que sonha nossa vã filosofia.
Mas deve ser eu que tô ficando velha e achando que todos deveriam ter aprendido a respeitar o próximo, deve ser isso.

Bom amanhã eu conto o resto de minha aventura na transferência do carro, a trilogia continua.

Beijos e boa semana!!!

PS: Esse selinho eu ganhei do blog Olhodebicho obrigada!

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Incompetência, Corrupção e Fuga

O post hoje está eclético, dois assuntos relacionados e um destoante.
No final do ano passado nós trocamos de carro, no dia que fechamos o negócio com a proprietária anterior os cartórios daqui da província entraram em greve, o estado da Bahia é o ÚNICO em todo Brasil onde os cartórios são públicos, ai vocês já começam a imaginar o drama que vai se seguir, pois bem, os funcionários entraram em greve pois o governo queria aumentar a carga horária deles de 6h para 8h e alguém me disse que eles também não queriam relógio ponto, isso eu não sei se procede, mas a carga horária é verdade, ficaram muitos dias em greve e eu esperando pra pegar meu carro pra vendedora assinar os papéis que precisam ser com firma reconhecida, a greve acabou, trabalharam apenas 1 dia antes de entrarem em recesso até janeiro, tempo suficiente para ela assinar o papel, mas dias antes marido ligou no Detran para confirmar se apenas o vendedor tinha que assinar no cartório, a pessoa superhipermega competente disse que sim, no dia que pegamos o carro, aquele único dia antes do recesso, liguei para marcar a transfrência e saber a documentação, outra funcionária superhipermega competente me disse que a partir de julho de 2009 o comprador também precisava assinar com firma reconhecida, gentem me bateu o desespero, vou explicar o porquê, aqui na 3ª capital do país abrir firma funciona assim: você vai de madrugada, dorme na fila, pois esse serviço é feito apenas num cartório, são dsitribuídas algumas fichas, acho que umas 50, isso tudo pra uma cidade com mais de 3 milhões de habitantes, depois se tu teve a sorte de pegar umas das poucas fichas, fica o dia todo lá pra ser atendido, serviço público lembrem, com poucos funcionários e 6h de expediente, feito isso o cartório manda a assinatura pra algum cartório perto da casa do ser desesperado, sim porque isso tudo leva dias, muitos dias, ai depois é só chegar cedo de novo, bem cedo, pra pegar outra ficha pra passar outro dia no cartório e finalmente conseguir assinar o papel, ou então como todo mundo faz, paga por fora, simples assim, e foi o que eu vergonhosamente fiz, o despachante que trabalha pra empresa de marido tem o esquema no cartório com a ESTAGIÁRIA e ela fez todo o processo pra mim, dei R$ 20,00 e pronto, só fiquei 2h lá, nem precisei passar a noite na fila na rua, simples assim, aqui só assim que funciona, vocês acham de adianta denúncias? Que nada, em novembro uma pessoa mandou autenticar uma certidão de casamento do Lula com a Dilma, o cara reconheceu como verdadeira, em junho passado a televisão fez uma série de reportagens mostrando a corrupção, a quantidade de dinheiro que os funcionários levam, o despachante me contou que quando ele leva o material da empresa de marido o pessoal só falta se estapear pra ver quem vai fazer, ele leva a bagatela de até R$ 600,00, tinha uma senhora que atendia que na mesa onde fica o teclado devia ter brincando mais de R$ 100,00, numa estimativa bem baixa, O CNJ já disse que a Bahia tem até esse ano pra privatizar tudo, mas vocês acreditam nisso? Eu não, com toda essa grana que rola eles vão querer perder a boca livre? É ruim; entendem quando chamo de província?
Bom, ai voltando do DETRAN, liguei de novo pra marcar a transferência quando outra funcionária me disse que apenas carros vendidos após julho de 2009 que o comprador precisa assinar, o meu como foi feita venda no final de 2008 não precisava de minha assinatura, eu queira me matar, bem feito, quem mandou compactuar com a corrupção, mas como um dia devo precisar dessa assinatura pra alguma coisa o esforço vai ter valido, preciso pensar assim pra não me rasgar de ódio.
Uma das coisas que mais me chamou a atenção quando vim pra cá foi como a percepção de hierarquia é meio estranha aqui, digamos assim, o povo bate boca com chefe mesmo, desrespeita total, no dia que eu tava no cartório a estagiária brigou com um cliente, discutiu com a chefe que chamou a atenção dela, fico nude com isso e nos locais onde tarbalhei também percebia isso e outros amigos de fora fazem o mesmo relato, tudo muito estranho.
Trocando o assunto, hoje de meio dia minha vizinha me liga dizendo que tinha um poodle perdido na esquina da nossa rua, que ele quase foi atropelado dus vezes e que correu pra dentro do prédio da esquina, bom lá fui eu com o sol rachando procurar o dito cachorro, bati no prédio pra ver se era de alguém dali mesmo, nossa a fina flor da educação me atendeu, ou não me atendeu, apareceu na sacada do apartamento e quando perguntei se ela sabia se alguém ali do prédio tinha um cachorro branco poodle ela simplesmente me olhou, virou as costas e entrou, pessoa fina não é? Nisso chegou um menino que mora no prédio, ele também evidentemente não sabia de nada, pedi pra ele ver se o cachorro estava dentro do prédio e ele disse que sim, entrei, peguei o cachorrinho, coloquei coleira e levei pra pet, ele estava de banho tomado, cheiroso e tosa feita, evidente que fugiu ou de casa ou da pet, mas não tinha ninguém na rua procurando, perguntei pros garis, pro guarda do shoping, nada; a dona do prédio identificou o coitado, ligou pra dona que tava no trabalho que fica ao lado do prédio onde ele tava e perguntou, fulana cade Tobi? e ela, tá em casa, minha amiga disse, não ele tá aqui, fugiu, ai ela foi buscar depois.
Gente eu fiquei muito fula da vida, pois ele já fazia um tempinho que tinha fugido e a vadia da empregada não tava nem preocupada em ir procurar, quanto mais falar pra proprietária sem contar que semana passada ele já tinha fugido e só voltou, VOLTOU, 2h depois, como podem ser assim, mas o nome desse bicho é gente.
Obrigada pelas dicas pra tentar resolver o problema de Mia, repassei pra ele e agora vamos ver como vai funcionar.
Beijos e bom final de semana!!

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Carnaval em Salvador

Faltando um mês para o iníco da festa momesca, olha que expressão poderosa, a cidade só fala e respira o dito carnaval, eu detesto, ainda bem que moro bem longe e nem lembro que existe uma muvuca desesperadora perto de mim.
Semana passada a prefeitura lançou o Estatuto do Carnaval, onde fez mudanças e determinações em vários pontos da festa, aumentou o número de arquibancadas gratuitas no Campo Grande e um dos pontos que mais gerou discórdia foi o de alimentação, proibiu a venda de espetinhos, de qualquer tipo camarão, carne, cachorro quente, a higiene terá que ser muito maior, com mais fiscalização, até o gelo tem que ter selo de procedência, lógico que o povo berrou, mudanças sempre geram conflitos, ainda mais aqui onde um dos pontos mais tardicionais de comida de rua, o Mercado do Peixe eu não ponho meus pés nem se tiver há duas semanas sem comer, tal é a imundície daquele lugar, então esse ponto vai dar muito pano pra manga.
Mas o que mais me revolta são os trios, os grandes trios, das grandes "estrelas" baianas, eles são obrigados a fornecerem EPI´s aos cordeiros, aquelas pessoas que ficam segurando a corda em volta do trio que mantém os foliões dentro da área determinada e paga, bem paga diga-se de passagem, esses equipamentos são protetor auricular, boné, sapato, protetor solar, luva, lanche e 3l de água, menina o mundo veio a baixo, porque os descarados como diz o baiano, falaram que isso torna inviável o processo, pois fica muito dispendioso, gente essas pessoas ficam horas, umas 8h em média nessa luta de segurar corda, levando safanão, soco e tudo mais, ganham uma miséria por dia, ano passado se não me engano foi R$ 25,00, isso mesmo vinte e cinco reias e levam meses para receberem, vocês sabem quanto custa um abadá, a camiseta que se compra pra entrar no trio, Camaleão custa os 3 dias R$ 1.490 e Nana Banana R$ 1.410, ambos são do chiclete com banana, e além dos trios esses "artistas" ainda têm os camarotes, o camarote do Nana para homem sai a bagatela de R$ 2.790,00 para mulher R$ 2.540,00, por pessoa, agora multiplique pelos milhares e milhares que compram, porque eles arrastam multidões e me diga se eles não tem condições de fornecer os EPI´s dos cordeiros, acho isso uma falta de vergonha na cara, uma falta de caráter, queria muito que um dia não aparecesse ninguém pra ser cordeiro, como eles iam fazer, mas a pobreza fala mais alto e R$ 25,00 é melhor do que nada.
Enquanto isso o povo continua pagando e se divertindo, afinal pra eles somente isso importa.
E viva a escravidão!
Bj!

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Preciso de sugestões

O adotante da minha gatinha me escreveu hoje falando que Mia está muito traquina e desobediente e que está mexendo no lixo, me perguntou o que fazer, eu sugeri que ele borrifador para borrifar água nela e estalinhos pra joagr no chão quando ela se aproximar da lixeira, o que mais vocês sugerem, além dele trocar o tipo de lixeira e o local da mesma, coisa que evidentemente ele nem pensou ou cogitou, estou com medo de que se esse problema não se resolver ele queira devolver a gatinha, poxa ele já teve gatos, será que esqueceu que nessa fase eles são brincalhões mesmo, não falo do lixo, que isso é maravilhoso de ver, de acompanhar seu desenvolvimento, mais essa preocupação agora, era só que estava me faltando.
Com essas chuvas perdemos uma amigo levado pelas águas do rio da cidade, foi muito triste, o rapaz que tentou ajudá-lo ficou em estado de choque, traumatizado com a cena e a incapacidade de ajudar, eu penso que o que estamos vendo é apenas a resposta branda da natureza diante de nossos desmandes, minha vizinha já é da teoria que é a resposta da natureza ao que nos tornamos, sem moral, sem ética, violentos, capazes de tudo para nos darmos bem, acho que pode muito bem ser uma soma das duas coisas, porque isso tudo não é normal, com certeza é resultado de nossas ações e a tudo indica que ainda vai ficar pior.
E vocês o que andam fazendo, anda muito calor ou chovendo muito na cidade de vocês? Aqui tem feito dias horríveis de quente, mas nada de chuvas, ó periodo chuvoso começa lá pelo fim de fevereiro início de março, ai chove muito, fica até friozinho, lembram que eu sempre falo do inverno baiano?
Gatta e Teddy deram pra disputar o território da cama, detalhe, com nós ainda dormindo, eles disputam pra ver quem vai ficar perto de mim, ai viu, triste ser assim toda boa, ai ficam lutando e temos que acabar colocando eles pra fora da cama, dupla do barulho esses dois.
Mel está tomando remédio pros ossos, fiz alguns exames que mostrou que está com uns desgastes nos ossos das patinhas traseiras, o transtorno é fazer ela tomar o remédio, 2 meses de martírio, resolvi o problema, trituro o comprimido na ração e misturo tudo com papinha de neném, come que se lambe, tão lindinhos mas tão bobinhos.
Lya está de novo com várias feridas, mas isso já é rotina, percebo que algumas vezes ela tenta brincar sozinha ou com os gatos, mas ela não sabe, acaba brigando com eles, pobre de minha trica, vivendo só.
Vou lá ligar o ar condicionado, tomar banho e dormir.
Beijos e fiquem bem!