quarta-feira, 8 de junho de 2011

A vida que a arte não emita

Segunda feira marido foi viajar a trabalho e no final da tarde me liga dizendo, não sabe a tragédia que aconteceu e ja emendou dizendo que não era nada com ele.


Contou que o estagiário dele tava se sentindo ruim quinta e sexta, que o pessoal do escritório comentou que devia ser dengue, que até que ele tivesse o resultado ja ia tá curado, segunda ele não apareceu no trabalho e brincaram dizendo, estagiário sabe como é, segunda nunca aparece, foi ai que descobriram que ele tava em coma no hospital, entubado e tudo, recebendo mais de 10 transfusões diárias e que somente um milagre podia salvá-lo, o milagre não ocorreu e ontem ele faleceu, um menino de 22 anos que amanhã estaria se formando em eng. mecânica, eu que só conhecia ele de vista e de ouvir marido falar dele fiquei arrasada, não consigo nem imaginar a família, uma morte sempre é triste, mas quando nos deparamos com isso em uma pessoa tão jovem, com toda a vida pela frente, com tantas coisas pra fazer, conquistar, não dá pra entender.


Tudo isso por uma questão de falta de prevenção, as pessoas não se preocupam suficientemente em cumprir coisas tao simples em relação aos cuidados com a dengue, eu cuido minhas coisas, mas será que meu vizinho se preocupa? e o vizinho do vizinho?


Estamos todos aqui chocados e uma tristeza sem tamanho toma conta do coração e da mente de todos que de alguma forma o conheceram e por todos que ainda infelizmente ainda vão perder a vida, por incopetência do poder público e dos cidadãos.


Que ele esteja num lugar muito melhor agora e dando força e coragem para sua família.

4 comentários:

Nice disse...

que história mais triste...se as pessoas pensassem nas consequências....que triste

Silvia disse...

:(
uma tragédia, sem tamanho...
não dá pra entender o que falta para as pessoas compreenderem que depende de todos os cuidados para a dengue não matar mais pessoas...

Simone Westerduin disse...

Nossa Felina, sinto muito, é realmente uma tragédia, sempre digo isso porque a pessoa tão nova e tão de repente...

Beijos

Nani disse...

Oi Felina. Eh a primeira vez que venho aqui. Vim agradecer a visita e o comentario no meu blog. Vc tocou num ponto legal tb, que esqueci de comentar. Varias amigas minhas que jah tinham filho antes me falaram que eh verdade mesmo, que Americanos nao se importam de namorar e casar com uma mulher que jah tenha filhos, e que no Brasil quando elas falavam que tinham filhos pros pretendentes brasileiros eles saiam correndo sem nem dar tchau, sumiam do mapa.

Claro que tem excecoes, tanto lah quanto cah, mas a maioria eh assim, acho sim que eh questao cultural.

Adorei seu blog. Quando a seu post de hoje. Que doh desse menino. Tao jovem! Mas foi confirmado mesmo que foi dengue? Serah que nao foi a tal da gripe suina H1N1? Entao deve ter sido a dengue hemorragica essa eh que geralmente mata. Ai que doh, ateh arrepiei.