sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Carnaval, crise mundial e necessidades pessoais


O bom de se morar numa cidade que só pensa em carnaval é que a partir de hoje TUDO ou quase tudo morre pro resto do mundo, pessoas já viajam hoje, médicos, dentistas já partiram a milhão e o povo que odeia carnaval, tipo eu, que se exploda, e daí que tu queres fazer um floral pra tua gata arisca, agora só depois do carnaval, tu queres entrar em contato com a academia? só depois do dia 27/02, melhor em março mesmo, pra garantir, nem telefone mais se atende, o coisa boa né? E ainda falam em crise, só se for crise existencial e minha ainda por cima. E olha que o carnaval só começa quarta-feira, 18/02.


Falando em crise, vocês estão sentindo de que forma esse bafafa todo? Eu não sei se é por conta da crise ou se é porque moro numa província, mas eu não acho as coisas mais básicas do meu dia a dia, exemplo, marido e eu tomamos leite sensy da batavo, quem disse que achamos? temos que nos dar por felizes quando encontramos o semidesnatado, os poucos que achei ontem pareciam que tinham vindo de uma guerra, de tão amassadas que estavam as caixas e hoje a surpresa foi no açúcar, o demerara, já fui em dois supermercados e nada, gente tá ficando difícl comer, ao menos tomar café. Feijão preto, baiano não come feijão preto, então só temos 2 opções de marca, 3 no máximo, levou muito tempo até descobrirmos uma marca de pão de forma que não tivesse um cheiro esquisito que as marcas comercializadas aqui têm, o nosso amado e delicioso Seven Boys não existe por esses lados, ai que saudade e croassaint, que em qualquer supermercado do sul tu encontra, aqui só em algumas delicatessens e ainda pequenos e com um recheio esquisito, aquele grandão sem recheio pra comer com manteiga ou fazer sanduíche, forget!!!
Sonho, ai ai...outra coisa que amo, também não se acha assim não, na rua até tem um povo que vende, mas quem vai comer de rua? Eu que não.

E o dia que eu enlouqueci de desejo de comer quindim, lembrem-se que venho da região do país famosa por seus doces portugueses, isso é importante para o desenvolver da história, continuando, bateu a vontade desesperadora, fui na mais famosa e nem sei o motivo disso, delicatesse da cidade, tavam lá os quindins lindões, comprei logo 4 de vez, pra matar bem o desejo, ai se arrependimento matasse, quando dei a primeira mordida queria morrer, além de não ter o gosto que eu esperava e sabia que devia ter um quindim, era horrível, com gosto de nada, tudo pro lixo, que dor; em Julho fui para o Sul, tô lá passeando linda e ruiva pelo Shopping Iguatemi de Porto Alegre e o que vejo??Um quisoque de doces de Pelotas, gentem quase tenho um troço, comprei uns 3 quindins e mais 2 ninhos, comi feito uma condenada à morte, minha irmã e prima riam de mim, foram os momentos mais felizes de minha vida, dali a pouco começo a ficar meio verde, comprei a xícara de chá de hortelã mais cara de minha vida no Mc´Donalds, mas valeu cada centavao, porque tem coisas que valem ficar verde viu.
Agora cada vez que alguém vai pro sul eu peço quindim, acham que trazem? Que nada, mas deixa estar, eu vou de novo pros USA visitar minha irmã e não vou trazer muamba pra ninguém!!!!!!! Minha vingança será maligna!!!!Ninguém vai ganhar Victoria´s Secrets!
Beijo e se cuidem!




9 comentários:

Claudia Goulart disse...

Sei como vc se sente! Também moro numa cidade que só pensa Carnaval e hoje tive que levar minha filha ao médico e quase que não consigo, se não, só em março, porque a semana depois do Carnaval tb é morta.

Tem enquete no Cenário, se passar por lá, registre sua opinião.
bjs

Japa Girl disse...

Que horror! Não suporto carnaval! A parte boa é que, como fico aqui em Sampa mesmo, posso andar tranquilamente nesses dias. É como se tivessem jogado uma bomba na cidade. Uma paz!
Quanto à crise, não senti falta de produtos, mas o preço... cada dia aumenta mais. E o mais incrível é que os índices do governo sempre são de queda da inflação. Não sei onde...
Bjo!

Silvia disse...

kkkk
menina, uma amiga de trabalho também é apaixonaaaada pelo tal do quindim! juro que não acreditava que mais pessoas fossem assim, apaixonadas! kkkk
minha mãe faz uns maravilhosos, mas ainda assim prefiro um chocolate rsss.
pois então, quanto a esta falta de mercadorias acredito que seja pelo período em que estamos mesmo: muitos fornecedores de férias, etc, etc... por que por aqui também tenho sentido um pouco de restrição de opções de compra! até areia pra gato ficou complicado...
quanto ao carnaval, eu gosto muito do estilo "bloquinhos", bem família (destes com todo mundo fantasiado, acho lindo)... o que tem ficado cada vez mais raro, perdendo para os "abadás" e músicas horrorosas-sem-nexo. Uma pena...
Beijocas! e boa sorte aí, no carnaval mais famoso do país! hihihi

Claudinha disse...

Felina, eu ODEIO carnaval! adeio musica de carnaval (odeio axé, samba.. aff deve ser um inferno aí)... não suporto escola de samba, acho ridículo aqueles desfiles na TV.
ADORO quindim, como todos se deixarem, kkkkk.
kkkkkkkk
beijos

Nana disse...

Felina:
Sei como deve ser complicado para vcs... já fui várias vezes para Salvador e em uma destas vezes fiquei mais de 20 dias e ví como é engraçado esta parada antes do carnaval.... mas vou confessar uma coisa... MORRO DE SAUDADES DA BAHIA!!!!!! Salvador, Ilheus, Praia do Forte, Itacaré... Afff me dá gastura só de pensar!!!
Bjs

Andrea Sassaki disse...

Felina! Eu também sou apaixonada por umA Quindim....dei este nome à minha filhinha, justamente por causa do doce. Vai saber, né?? Bem, odeio carnaval e se der pra eu me esconder em algum lugar, eu vou, sem dó nem piedade! Ótimo findi para você! Beijocas!

Nice disse...

Ai...eu não gosto de carnaval. Queria poder fugir nesta época...

Felina disse...

Claudia, Nice, Claudinha, com quem então o carnaval faz tanto sucesso hein? vejo tanta gente falar que não gosta, mas tem doido pra tudo né?
e quindim é o melhor doce do sul do mundo pode ter certeza Silvia, mande uns da tua mãe pra mim!!!!!!
Bela homenagem Andrea para tua filhota.
Venha Nana, venha de novo, sou companheira pra Praia do Forte, Itacaré não.
Japa Girl aqui as coiass faltam pq é província mesmo, não tem muita relação com a crise mesmo.
Obrigada pelos comentários!

alenacairo disse...

Tenho que pedir mil desculpas pela indelicadeza de só vir aqui por agora... mas é que a gatinha aqui só por estas épocas está me permitindo um tempinho... Adorei!

Filha, doces típicos do sul? Croissant? Quindim? Nesta terra aqui não tem que valha. O quindim daqui que é bom é o do restaurante do iate.Mesmo assim, não garanto. Da perini nem pensar.

Doces bons só na belle´s, mas em nada se comparam ao que comi na Europa. Parece que baiano se fixou em moqueca e pronto.

Se eu for para o sul, trago para você os doces. Então pode trazer mimo dos Eua para mim (kkkkkk). Mil beijos e vamos ver se esta visita desencanta!