domingo, 23 de novembro de 2008

Um dia acordarás

UM DIA ACORDARÁS
(MÁRIO QUINTANA)


Um dia acordarás num quarto novo sem saber como foste para lá e as vestes que acharás ao pé do leito de tão estranhas te farão pasmar, a janela abrirás, devagarinho: fará nevoeiro e tu nada verás... Hás de tocar, a medo, a campainha e, silenciosa, a porta se abrirá. E um ser, que nunca viste, em um sorriso triste, te abraçará com seu maior carinho e há de dizer-te para teu assombro:
- Não te assustes de mim, que sofro há tanto! Quero chorar - apenas - no teu ombro e devorar teus olhos meu amor...

Como foram de final de semana?
O meu normal, em casa como sempre, só hoje que fui um pouquinho na praia, pouco mesmo, só final de tarde, dar uma caminhada leve e um bainho, tava uma delícia, sabem quando fui pela última vez a praia? 31/12/07, acreditam nisso? E olha que moro duas quadras da praia, mas não sou uma intusiasta do sol, prefiro ficar na minha casa, mais fresquinho.
Passei só pra deixar esse poema do Quintana que eu amo, tanto que mandei bordar ele numa saia, ficou lindo, vou tirar uma foto e mostro aqui.
Espero que gostem, durmam bem e tenham uma semana feliz!!

Um comentário:

lili-gata disse...

Pois é, Felina! Eu preciso tomar conselhos com minhas amigatinhas Gatta e Lya. Lambeijokas pra todas vocês