quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Preciso de sugestões

O adotante da minha gatinha me escreveu hoje falando que Mia está muito traquina e desobediente e que está mexendo no lixo, me perguntou o que fazer, eu sugeri que ele borrifador para borrifar água nela e estalinhos pra joagr no chão quando ela se aproximar da lixeira, o que mais vocês sugerem, além dele trocar o tipo de lixeira e o local da mesma, coisa que evidentemente ele nem pensou ou cogitou, estou com medo de que se esse problema não se resolver ele queira devolver a gatinha, poxa ele já teve gatos, será que esqueceu que nessa fase eles são brincalhões mesmo, não falo do lixo, que isso é maravilhoso de ver, de acompanhar seu desenvolvimento, mais essa preocupação agora, era só que estava me faltando.
Com essas chuvas perdemos uma amigo levado pelas águas do rio da cidade, foi muito triste, o rapaz que tentou ajudá-lo ficou em estado de choque, traumatizado com a cena e a incapacidade de ajudar, eu penso que o que estamos vendo é apenas a resposta branda da natureza diante de nossos desmandes, minha vizinha já é da teoria que é a resposta da natureza ao que nos tornamos, sem moral, sem ética, violentos, capazes de tudo para nos darmos bem, acho que pode muito bem ser uma soma das duas coisas, porque isso tudo não é normal, com certeza é resultado de nossas ações e a tudo indica que ainda vai ficar pior.
E vocês o que andam fazendo, anda muito calor ou chovendo muito na cidade de vocês? Aqui tem feito dias horríveis de quente, mas nada de chuvas, ó periodo chuvoso começa lá pelo fim de fevereiro início de março, ai chove muito, fica até friozinho, lembram que eu sempre falo do inverno baiano?
Gatta e Teddy deram pra disputar o território da cama, detalhe, com nós ainda dormindo, eles disputam pra ver quem vai ficar perto de mim, ai viu, triste ser assim toda boa, ai ficam lutando e temos que acabar colocando eles pra fora da cama, dupla do barulho esses dois.
Mel está tomando remédio pros ossos, fiz alguns exames que mostrou que está com uns desgastes nos ossos das patinhas traseiras, o transtorno é fazer ela tomar o remédio, 2 meses de martírio, resolvi o problema, trituro o comprimido na ração e misturo tudo com papinha de neném, come que se lambe, tão lindinhos mas tão bobinhos.
Lya está de novo com várias feridas, mas isso já é rotina, percebo que algumas vezes ela tenta brincar sozinha ou com os gatos, mas ela não sabe, acaba brigando com eles, pobre de minha trica, vivendo só.
Vou lá ligar o ar condicionado, tomar banho e dormir.
Beijos e fiquem bem!

6 comentários:

Luciana Håland disse...

Espero que não devolvam a gatinha, claro, é fase.
Eu acho que é uma soma de tudo, isso da natureza está reagindo, porque é o lado psicológico da humanidade que gera o outro, o lado de não cuidar do meio ambiente. Muito triste isso que aconteceu com seu amigo.

Beijo

Gisa disse...

Aqui em casa sempre procuramos adaptar a casa aos bichinhos e não o contrário. Nunca tive coragem de assustá-los para que não fizessem alguma coisa; acho que sou manteiga demais para isso... Achei tão banal a questão da lixeira: acho que seria fácil trocar por uma que ela não conseguisse abrir, ou trocar para um lugar inacessível. Fiquei imaginando o que acontecerá se houver um estrago maior... Não quero parecer derrotista e desejo que tudo fique bem! Aqui em Rio Grande não tem chovido muito, mas o calor está demais. Somos felizardos; é muito triste ver tantas pessoas e animais sofrendo em vários locais com os alagamentos. Beijos

Arte dos Gatos disse...

Olha, o que pode ser feito é ficar mudando a lata de lixo de lugar ou passar um pano com vinagre na lixeira sempre, eles não gostam muito desse cheiro. Às vezes meus gatos que não são nem um pouco crianças (mas ainda pensam que são) começam a fazer alguma arte que não gosto, faço isso. Espero que ele não devolva a gatinha, porque se nada der certo, logo passa.
Aqui está chovendo direto, está fazendo bastante calor e pra confessar, eu odeio calor, me sinto super mal, só tenho vontade de dormir!!!
Beijo

Gata Lili disse...

Tomara que a gatinha se comporte mais. Essas dicas são ótimas para reeducação da gata. Tem dica boa hoje no blog.

Lucia Cintra disse...

Hummm, eu nao sei treinar gatos, mas com cachorros eu faria a mesma coisa. Talvez um barulho que o assutasse, ou entao pode comprar aquelas latinhas com ar compresso. Quando se aproximar de onde nao deve, o barulho do ar saindo da latinha por um segundo o assustara, mas nao aponte direto pro animal. bjos

Silvia disse...

Gatolina quando chegou aqui ficou um bom tempo revirando lixo... ela sempre dava um jeito de alcançá-lo! mas com o tempo e muita comidinha muito melhor à disposição, ela parou de fazer isso... acho que foi o primeiro mês... mas o borrifador é uma ótimo adestrador :)
Sinto muito por seu amigo, Mauri... só de ver as imagens das tragédias que tem acontecido a gente se desespera. Por aqui o perigo mesmo é o calor insuportável, e nada de chuva! Bjo grande, estava com saudade de passar aqui!